REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' CONSTATA 'REAÇÃO EM CADEIA'. EMPREITEIROS DO PETROLÃO REVOLTADOS AMEAÇAM LULA E DILMA.


REPORTAGEM-BOMBA DE 'VEJA' CONSTATA 'REAÇÃO EM CADEIA'. EMPREITEIROS DO PETROLÃO REVOLTADOS AMEAÇAM LULA E DILMA.


sexta-feira, janeiro 30, 2015


A reportagem-bomba da edição da revista Veja que chega às bancas neste sábado é quente. Chega a sapecar. É que a Operação Lava-Jato, cujo inquérito é conduzido pelo Juiz Sergio Moro, avança para a fase decisiva. Há uma penca de empresários grandalhões presos na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde corre o inquérito. São executivos e até mesmo os próprios donos das empreiteiras que estão envolvidas na roubalheira da Petrobras, fato conhecido como o petrolão, uma espécie de continuidade do mensalão. Sim, porque como todos sabem o PT não é um partido normal, mas uma organização revolucionária que dirige o Foro de São Paulo, o aparelho comunista fundado pelo Lula sob a orientação direta de Fidel Castro. A fundação do Foro se deu em 1990, em São Paulo.
Como partido revolucionário o PT, ao mesmo tempo que esquenta os bolsos de seus sequazes, procura fazer caixa com dinheiro alheio para comprar até a mãe do capeta, se é que o diabo tem mãe. O objetivo do PT é usar as instituições democráticas, como o Poder Judiciário e o Congresso Nacional para mais adiante, mediante subornos astronômicos com dinheiro público, aparelhar todas as instâncias da administração pública até não haver mais quaisquer resquícios de resistência. Na Venezuela o Foro de São Paulo já alcançou seus objetivos. O país foi cubanizado. 
No Brasil a coisa já está bem adiantada. Mas ainda restam de pé alguns patriotas em segmentos do judiciário, como é o caso do Juiz Federal Sergio Moro que, a partir de uma investigação rotineira sobre lavagem de dinheiro, puxou o fio de uma meada gorda. 
Segundo a reportagem-bomba de Veja, os executivos presos estão revoltados porque enquanto dormem pelo chão da carceragem e comem de marmita os políticos continuam leves e soltos desfrutando a boa vida do poder e do dinheiro. 
Todavia, em que pese essa situação humilhante e vexatória, esses grandalhões das empreiteiras ainda não abriram o bico. Até agora falaram apenas abobrinhas. Sem chance de obterem habeas corpus, haja vista as provas que pesam contra eles coligidas pela Justiça, resolveram partir para o ataque. Segundo a reportagem os outrora poderosos empreiteiros se sentem humilhados e agoniados com a prisão e, por isso, partiram para o tudo o nada ameaçando Lula e Dilma. Afinal, a roubalheira começou durante o governo de Lula e prosseguiu no governo da Dilma.
O mote principal da reportagem de Veja é revelar a estratégia dos executivos das construtoras na defesa dos processos da Operação Lava-Jato. Réus por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, eles estudam trazer para a cena do crime, com nomes e sobrenomes, o topo da cadeia de comando do petrolão
Resumindo: na fase decisiva da Operação Lava-Jato são todos contra todos, numa verdadeira briga de foice e martelo no escuro com reflexos vermelhos.
A coisa está feia como nunca antes neste país. Por isso mesmo vale a pena correr cedinho às bancas para obter o exemplar desta edição de Veja que, enquanto escrevo estas linhas, já causou mal-estar nas redações dos demais veículos da grande imprensa nacional. Nestas alturas diversas reuniões de pautas movimentam as redações à procura de matérias que minimizem o estrago, ou seja, viabilizem a manutenção da blindagem de Lula, Dilma et caterva.
Fonte:http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2015/01/reportagem-bomba-de-veja-constata.html?

Postagens mais visitadas deste blog

CRISE FINANCEIRA NO BRASIL : UM MILHÃO DE FAMÍLIAS ENTRARÃO PARA AS CLASSES "D" E "E" ATÉ 20025

SAIBA QUAIS AS 10 FORÇAS ARMADAS MAIS PODEROSAS DO MUNDO - BRASIL ESTÁ EM DÉCIMO QUINTO LUGAR

PARALIMPÍADA CEREBRA UNIÃO E CONSAGRA CAPACIDADE DO BRASIL