4 VÍDEOS PARA ENTENDER AS IDÉIAS DO ESCRITOR E SOCIÓLOGO EDUARDO GALEANO E REFLETIR SOBRE ELAS




4 vídeos para entender as ideias do escritor e sociólogo Eduardo Galeano e refletir sobre elas


Morreu, no dia13 de abril de 2015, o ensaísta, historiador e ficcionista, o uruguaio Eduardo Galeano, em decorrência de um câncer no mediastino (região da cavidade torácica) que entrou em metástase, causando sua morte. Ele estava com 74 anos.
Galeano, será principalmente lembrado por sua principal obra, 'As Veias Abertas da América Latina', que marcou a literatura e a resistência do continente. Escrito nos anos 1970, ele levantou uma questão primordial à época e que continua sendo atual: o subdesenvolvimento é uma etapa no caminho do desenvolvimento ou é consequência do desenvolvimento alheio? 
Para homenagear o escritor e entender mais suas ideias, eis quatro vídeos de Eduardo Galeano, entre depoimentos e entrevistas, que vão fazer refletir sobre o comportamento da América Latina e da sociedade contemporânea e capitalista do século XXI:

"O exercício da solidariedade é um exercício de humildade. É reconhecer a grandeza escondida nas coisas pequenas. O que implica em denunciar a falsa grandeza das coisas grandinhas".


"Que acham se delirarmos por um instante? Que tal se fixarmo os olhos para imaginar um outro mundo possível? O ar estará limpo de todo o veneno que não venha dos medos humanos e das paixões".


"Estamos cegos. Existe um sistema de poder que impede que você veja tudo aquilo o que você pode".


"O século XXI que também nasceu anunciando paz e justiça está seguindo os passos do século anterior"

BÔNUS: assista a primeira temporada da série sociológica 'Sangue Latino', com Eduardo Galeano

Eduardo Galeano • Sangue Latino 1a temp. from Breno Cunha on Vimeo.



Galeano é o autor do clássico "As veias abertas da América Latina", escrito em 1971. O livro foi traduzido para mais de 20 idiomas. Ele também escreveu outras obras de jornalismo e ficção.
Anos mais tarde da publicação de "As veias abertas da América Latina", Galeano reconheceu que não tinha formação suficiente para escrever sobre economia política quando o fez, diz o espanhol El País. "Não me arrependo de ter escrito, mas é uma etapa que, para mim, está superada", afirmou.
Em 2009, durante a Cúpula das Américas, o mandatário venezuelano Hugo Chávez presenteou o presidente americano, Barack Obama, com um exemplar da obra. Na época, o livro foi da posição 60.280 da lista de mais vendidos na Amazon para a décima colocação, em apenas um dia.
Ele começou a vender caricaturas aos jornais de Montevidéu, sua terra natal, aos 14 anos. Sua carreira jornalística começou nos anos 1960, quando ele trabalhou como editor do semanário Marcha e depois no diário Época. Após o golpe de estado no país, em 1973, ele foi viver na Argentina, onde fundou a revista Crisis. Já de volta ao Uruguai, em 1985 ele fundou um semanário chamado Brecha.
De acordo com o Huffington Post España, Galeano foi proclamado doutor Honoris Causa por várias universidades: La Habana, El Salvador, Argentina, a Universidad Nacional de Cuyo.
No último dia 1º de março, o escritor recebeu o mandatário boliviano, Evo Morales, em sua casa, segundo o jornal uruguaio El País. 



Fonte:http://www.brasilpost.com.br/2015/04/13/eduardo-galeano-morte_n_7057972.html

Postagens mais visitadas deste blog

CRISE FINANCEIRA NO BRASIL : UM MILHÃO DE FAMÍLIAS ENTRARÃO PARA AS CLASSES "D" E "E" ATÉ 20025

SAIBA QUAIS AS 10 FORÇAS ARMADAS MAIS PODEROSAS DO MUNDO - BRASIL ESTÁ EM DÉCIMO QUINTO LUGAR

PARALIMPÍADA CEREBRA UNIÃO E CONSAGRA CAPACIDADE DO BRASIL