É PRECISO DESTRUIR LULA PARA SE REAPROPRIAR DO BRASIL ?



Destruir o Lula para se reapropriarem do Brasil 

Por Emir Sader, sociólogo e cientista político

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016


"A direita sempre dirigiu o Brasil, que considerou como seu. Quando houve risco de perder o controle sobre o país, ela apelou para todas as suas armas - golpe, ditadura, massacre midiático - para destruir reputações.

Levaram Getúlio ao suicídio logo depois da criação da Petrobras. Tentaram impedir que JK fosse eleito, que tomasse posse e que governasse. Tentaram impedir que Jango tomasse posse na renúncia do Jânio, terminaram derrubando-o e destruindo a democracia para se reapropriar plenamente do Brasil. Sempre com o apoio ativo das empresas da mídia, das famílias Mesquita, Frias, Marinho.

Quando era insustentável continuar com a ditadura, bloquearam a possibilidade de o povo eleger democraticamente o presidente pelo voto direto, impuseram o Colégio Eleitoral e terminaram elegendo seu candidato a presidente da República. Quando havia o risco de Lula ou Brizola se elegerem pelo voto popular, promoveram o fantoche do Collor para salvá-los.

Fizeram de FHC a salvação contra Lula, até onde puderam, mas o fracasso do governo tucano fez com que perdessem o controle do país. Imediatamente começaram a campanha para derrubar Lula, pensaram em impeachment, mas tiveram medo da reação popular e quiseram asfixiá-lo no Congresso e derrotá-lo nas eleições de 2006.

Perderam, mais uma vez, mas seguiram com o intuito de recuperar o governo, nas eleições de 2010, com Serra, e na de 2014, com Aécio e Marina. Derrotados, tentaram impedir o governo de Dilma e agora buscam destruir a imagem de Lula para se reapropriarem do Brasil.

Tem que fazer como fizeram com a democracia em 1964:desqualificá-la, dizer que era a antessala do comunismo, que era uma cobertura para a corrupção, que era o oposto da democracia, para aí promover a derrubada da democracia e a instauração da pior ditadura que o Brasil já viveu.

Agora, tratam de dizer que Lula, ao invés de ter sido o presidente que mais consolidou e promoveu a democracia no Brasil, é um "risco para a democracia". Que sua popularidade serviu como cobertura para negócios ilícitos que ele teria feito. Que destruir sua imagem seria um serviço para a democracia, que estaria em boas mãos nas mãos dos que a destruíram com a ditadura instaurada em 1964.

A direita usa todos os seus meios para tentar destruir a imagem de Lula diante dos brasileiros, sem o que não conseguiriam destruí-lo como liderança política e como grande obstáculo que impede que eles voltem a se apropriar do governo e do Estado. Daí a sórdida campanha levada a cabo pelas famílias Frias, Marinho, Mesquita, Civita e suas empresas falidas, que lutam pela sua própria sobrevivência econômica.

Colocam em prática o lema de Goebells de que "Mente, mente, mente, que sempre algo fica", sempre fica uma suspeita, menos se nada é provado. Precisam tirar a imagem do Lula de mais popular e mais democrático presidente que o Brasil já teve e que, por isso, se perfila como o favorito para voltar a ser presidente do Brasil, para que de novo o Brasil possa ser propriedade deles."


FONTE: escrito por Emir Sader, sociólogo e cientista político. Publicado no portal "Brasil 247"  (http://www.brasil247.com/pt/blog/emirsader/216260/Destruir-o-Lula-para-se-reapropriarem-do-Brasil.htm).

Postagens mais visitadas deste blog

SAIBA QUAIS AS 10 FORÇAS ARMADAS MAIS PODEROSAS DO MUNDO - BRASIL ESTÁ EM DÉCIMO QUINTO LUGAR

CRISE FINANCEIRA NO BRASIL : UM MILHÃO DE FAMÍLIAS ENTRARÃO PARA AS CLASSES "D" E "E" ATÉ 20025

PARALIMPÍADA CEREBRA UNIÃO E CONSAGRA CAPACIDADE DO BRASIL