Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

OS SABOTADORES DO BRASIL : REPORTAGEM-BOMBA DE 'ISTO É' REVELA QUEM SÃO LULA, DILMA E O PT

Imagem
Eles querem sabotar o Brasil
Orientados pela presidente Dilma Rousseff e por Lula, movimentos sustentados pelo governo infernizam o País, enquanto o Planalto faz o diabo para tentar inviabilizar a futura gestão de Michel Temer
Marcelo Rocha A tática é velha, surrada e remete a Roma antiga. Tal como o imperador Nero fez com a capital ocidental do Império, para depois atribuir a culpa aos cristãos, o PT pôs em marcha, nos últimos dias, o que internamente chamou de “política de terra arrasada”. Orientados pelo ex-presidente Lula, com o beneplácito da presidente Dilma Rousseff, e inflamado por movimentos bancados pelo governo, o partido resolveu tocar fogo no País – no sentido figurado e literal. A estratégia é tentar inviabilizar qualquer alternativa de poder que venha a emergir na sequência do, cada vez mais próximo, adeus a Dilma. A ordem é sabotar de todas as maneiras o sucessor da petista, o vice Michel Temer, apostando no quanto pior melhor. Mais uma vez, o PT joga contra os interesses…

FALHA NÃO É SÓ DE DILMA,MAS DE TODA CLASSE POLÍTICA,DIZ 'ECONOMIST'

Imagem
Image copyrightReproducaoImage captionNa edição latino-americana, revista fala sobre crise política no BrasilFalha não é só de Dilma, mas de toda classe política, diz 'Economist'
21 abril 2016 "A grande traição" foi o título escolhido pela britânica The Economist para falar da crise política no Brasil. A capa da edição latino-americana da publicação traz uma montagem com o Cristo Redentor segurando uma placa de "SOS". Na reportagem, a revista diz que o fracasso brasileiro não é só culpa da presidente Dilma Rousseff, mas de toda a classe política, que "decepcionou o país por meio de um mix de negligência e corrupção". Após descrever a votação do impeachment na Câmara como um dos momentos "mais estranhos" da vida política nacional, a Economist diz que a "mancha de corrupção" está espalhada por muitos partidos brasileiros: "dos 21 deputados sob investigação no caso da Petrobras, 16 votaram pelo impeachment de Rousseff. Cerca de 6…

BOMBA - MORTE COMO QUEIMA DE ARQUIVO ? : CARTA DE ROGER AGNELLI COM DENÚNCIAS PARA DILMA,ANTES DE CAIR COMO PRESIDENTE DA VALLE

Imagem
BOMBA - MORTE COMO QUEIMA DE ARQUIVO ? : CARTA DE ROGER AGNELLI PARA DILMA ANTES DE CAIR COMO PRESIDENTE DA VALLE
DENÚNCIA 
Trechos da carta de três páginas enviada por Roger Agnelli (foto acima) a Dilma, alertanto a presidente sobre as “altas quantias” recebidas por consultores, alguns deles alvos de investigações criminais O município de Parauapebas, no sudeste do Pará, abriga a maior mina de ferro a céu aberto do mundo, a jazida de Carajás, explorada pela Vale. Pela riqueza mineral, a cidade recebeu R$ 700 milhões de royalties da mineradora nos últimos cinco anos. Trata-se de uma compensação pela exploração do solo. Apesar dos repasses milionários, Parauapebas é cercada por favelas, cujos barracos se expandem por uma sequência de morros. Bairros próximos ao centro têm esgoto a céu aberto e ruas sem asfalto, muitas com pedaços de madeira e sucata para evitar que motoristas desavisados atolem na lama. Comandado pelo PT, o município integra um capítulo até aqui não revelado da campanha pa…

OS SETE CRIMES DE DILMA - ELA PODE SER PRESA

Imagem
Os sete crimes de Dilma – Ela pode ser presa
Claudio Tognolli

15Abril, 2016Jorge Roriz

Segue o que o advogado Luis Carlos Crema acaba de remeter a este blog:

Os diversos crimes praticados pela presidente Dilma Rousseff motivaram a interposição de queixa crime no Supremo Tribunal Federal, requerendo a instauração de ação penal privada subsidiária da pública.
Diante da inércia do Procurador-Geral da República na realização de denúncia criminal contra a presidente Dilma, a Constituição Federal autoriza o ajuizamento de ação penal privada por qualquer pessoa ofendida. Forte nisso, foi protocolada hoje, 14.04.2106, a queixa crime que instaura ação penal contra a presidente Dilma Rousseff (STF, Petição 18132/2016)
A ação penal traz denúncia de 7 crimes cometidos pela Presidente da República Dilma Vana Rousseff, a saber:
– crime de desobediência: a presidente Dilma Rousseff não obedeceu decisão do STF que obrigada a exoneração dos membros do Ministério Público que ocupem cargos no Poder Executivo, …

VIDENTE CARLINHOS FAZ NOVAS PREVISÕES DESASTROSAS PARA O BRASIL

Imagem
Vidente Carlinhos faz novas previsões desastrosas para o Brasil O vidente mineiro Carlinhos, que ficou famoso por acertar o resultado da Copa do Mundo 2014 e a morte de Eduardo Campos, concedeu entrevista ao programa ‘Manhã da Globo’ (Rádio Globo – Foz do Iguaçu/PR) e voltou a fazer revelações bombásticas para a política e artistas brasileiros.
Abaixo, escrevemos as principais previsões:
POLÍTICA Até o mês de abril ‘a casa cai’ (sic) para a presidente Dilma e também para o Lula. O vice Temer vai renunciar e teremos novas eleições: Aécio Neves, Marina Silva, Ciro Gomes e Álvaro Dias concorrerão. Aécio Neves será envolvido em escândalos de corrupção. O próximo presidente da República será o Álvaro Dias. Nos próximos dias vai ser divulgado um escândalo envolvendo uma pessoa que ninguém nem desconfia estar envolvido. Na próxima eleição, a maioria não será reeleito. Cunha vai cair também. Nos próximos 7 a 8 meses ocorrerão distúrbios nas fronteiras. O vidente fala de estrangeiros vindo ao Brasil…

"TODA CRISE PURIFICA,MAS NÃO CHEGAMOS AO FUNDO DO POÇO",DIZ BOFF

Imagem
O teólogo Leonardo Boff, em foto de 2012 "Toda crise purifica, mas ainda não chegamos ao fundo do poço", diz BoffPara o teólogo e professor Leonardo Boff, a atual crise política pode ser um momento de inflexão para o país, ajudando a amadurecê-lo democraticamente e a retomar o curso tanto de crescimento quanto da luta contra a desigualdade. "A crise é boa por nos fazer refletir. Queremos um Brasil justo ou apenas rico?", questiona o expoente da Teologia da Libertação no Brasil. Ele cita Ciro Gomes (PDT-CE) como alternativa à esquerda, lembra a gestão de Itamar Franco (1930-2011) e defende como melhor caminho a criação de um governo de união nacional, em que lideranças dos mais diversos setores se sentem para conversar em torno de um projeto comum. UOL - Como o senhor vê a atual situação do governo? Leonardo Boff - Mais que o governo, a situação política e social atual está em uma profunda crise de identidade, de definição de que tipo de Brasil nós queremos. Há um choq…